shutterstock_296066060

ESPECIAL DO DIA MUNDIAL DA SAÚDE

Você sabia que há mais de 300 anos a humanidade quase não ingeria alimentos doces e ricos em açúcares? Obviamente que muita coisa mudou de lá para cá, mas isso nos faz pensar ou deveria nos fazer repensar sobre o assunto. Será que o açúcar é tão importante assim para a alimentação? Será que seu excesso pode causar malefícios à saúde? Atualmente, sabemos que sim e, mais do que isso, sabemos da importância de reduzir o consumo dessa substância.

Pensando nisso, preparamos 6 maneiras simples de diminuir o açúcar da sua dieta. Confira!

O verdadeiro segredo para ir reduzindo progressivamente o açúcar da dieta não tem relação única com força de vontade e sim com a escolha adequada de ferramentas e de truques que auxiliam na redução desse consumo. Então, prepare-se para anotar essas dicas infalíveis.

 

Primeira dica: troque o açúcar, não os alimentos que você ama.

O açúcar está presente em diversos tipos de alimentos que, até então, nunca imaginaríamos que seriam fonte de açúcar. É importantíssimo saber que alimentos como pães, massas, arroz, doces, biscoitos, sopas e diversos condimentos são ricos em açúcar.             Assim, não nos surpreende o fato de sermos tão viciados em açúcar. Apesar dos pesares, estamos aqui para dar soluções e não para reforçar erros. Qual a solução então? Leia os rótulos e as informações nutricionais dos produtos que pretende consumir e veja se encontra marcas alternativas desses mesmos produtos com menos adição de açúcar. Por exemplo, prefira pães e massas integrais ou ainda opções de doces com menor adição de açúcar.   Fazendo pequenas alterações em suas escolhas, você já está dando um grande passo.

 

Segunda dica: o poder de distração.  

Sabe quando você está no trabalho e bate aquela fome? Então, coma. Mas não coma muito e volte logo às suas funções. Ocupe sua mente: essa é a questão da vez. Se você disponibilizar grande parte do seu tempo fazendo lanches intermediários, obviamente acabará comendo muito mais do que você poderia e precisaria.

Uma ótima dica é programar um tempinho para parar e comer antes de uma tarefa que precisa ser feita. Assim, você logo retornará e acabará se distraindo com outros assuntos, evitando também aquela culpa por ter comido tudo o que não deveria ter comido por gula ou por compulsão.

 

Terceira dica: enganar seu cérebro.  

Somos ótimos em associar momentos de alegria com o prazer em comer e, quando falamos em comer, quase 100% das associações feitas com comida são direcionadas à vontade de consumir alimentos ricos em açúcares. Veja alguns exemplos: seu filho obteve aprovação final na faculdade. Provavelmente, vocês sairão para comemorar em algum restaurante. Você conseguiu um cargo novo e melhor na empresa, fato que também é motivo de sair para comemorar. Os aniversários sempre são comemorados com grandes festas ou com pequenas festas. O fato é que todos estão associados ao consumo de diversos alimentos açucarados. Quando sentimos desejo por açúcar é quase completamente um desejo de agradecer ou de recompensar por alguma coisa boa que nos aconteceu.

Mas acalme-se. Esse não é um problema tão complexo assim. Não precisamos evitar esses momentos tão prazerosos e únicos, mas podemos, nos demais dias, optar por lanches mais saudáveis e ricos em fibras que nos darão mais saciedade por mais tempo. Estudiosos afirmam que agradecer em voz alta, sussurrar sob sua respiração ou ainda escrever o motivo de sua alegria evita que você escolha em suas refeições alimentos ricos em açúcares. Vamos tentar?

 

Quarta dica: faça pequenas mudanças.

Há pequenas e simples ações que podem ser feitas com a finalidade de diminuir seu consumo e sua necessidade de açúcares. Uma delas é preparar alimentos assados em casa em vez de comprá-los prontos, pois normalmente os alimentos prontos são ricos em condimentos em sua composição.

Prefira compotas e conservas com reduzido teor de açúcar ou adoçadas com suco 100% de frutas. Substitua, por exemplo, o açúcar pelo adoçante estévia em preparações como cafés, chás, iogurtes e farinhas. Se preferir, polvilhe canela sobre o café. Experimente! Faça pequenas mudanças. É questão de hábito.

 

Quinta dica: esconda seu açúcar estrategicamente.  

Você não precisa cortar todos os doces da sua vida radicalmente nem jogar aquela barra de chocolate que está dentro do seu armário no lixo. Aja com calma e respeite o seu momento. Mas não se esqueça: seja forte e aja! Uma ótima maneira de diminuir e até de evitar o consumo de açúcar é deixando-o longe do alcance de seus olhos e de suas mãos. Deixe as guloseimas em prateleiras altas e separadas de alimentos saudáveis do dia a dia.

Caso contrário, você vai querer consumi-las, aposte nisso! Isso também vale para o ambiente de trabalho. Primeiramente, opte por mudar suas escolhas e, caso ainda vá consumir alimentos ricos em açúcar, não os deixe ao alcance.

 

Sexta dica: é preciso prática.  

Todos nós sabemos que a prática vem com o tempo e com repetidas ações. Sendo assim, comece logo. Estudos indicam que reduzir o consumo de açúcar em duas colheres de chá por dia gera uma economia de 730 colheres de chá por ano (15,2 copos) e de 11.680 calorias em um ano. De maneira lenta e gradual, isso pode levá-lo a resultados grandiosos, além de inúmeros benefícios à sua saúde.

Pode ser difícil no começo, mas não desanime. Infelizmente, o consumo excessivo de açúcar está relacionado a doenças como diabetes, doenças cardiovasculares e até câncer. Ponha em prática tudo o que aprendeu e não desista.

A insistência leva à perfeição. Mude, mas mude devagar porque a direção é mais importante que a velocidade.

 

Fonte: Marcela Mendes

PROCURAR POR PALAVRA-CHAVE

8

DICAS SUSTENTÁVEIS PRO INVERNO

É possível ser sustentável em qualquer época do ano. Confira!

SAIBA MAIS

CONHEÇA A LINHA INTEGRAL DE COOKIES

Integral de verdade, sem farinha ou açúcar refinado.

SAIBA MAIS
cookies-integrais

SUPERGRÃOS – CONHEÇA O FREEKEH E O PAINÇO

Já sabemos que os cereais integrais devem fazer parte de uma dieta saudável.

SAIBA MAIS
shutterstock_251025229

O QUE COMER NOS INTERVALOS DAS REFEIÇÕES?

É preciso comer de 3 em 3 horas, mas o que comer?

SAIBA MAIS
shutterstock_118310938
lactose free

INTOLERÂNCIA À LACTOSE. EU TENHO, E AGORA?

Sem susto. A intolerância à lactose é mais comum do que você imagina e pode ser controlada.

SAIBA MAIS

ESPECIAL DO DIA MUNDIAL DA SAÚDE

Confira 6 maneiras de diminuir o açúcar na dieta.

SAIBA MAIS
shutterstock_296066060

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Cadê meu Mundo Verde?
Encontre aqui a loja mais pertinho de você.