Tireoide: dicas de alimentos que ajudam ou prejudicam o seu funcionamento.

A glândula tireoide esta localizada na parte anterior do pescoço e é responsável pela síntese de dois hormônios: a triiodotironina (T3) e a tiroxina (T4). São estes, os hormônios responsáveis pelo funcionamento do metabolismo energético do organismo. Quando há alteração em algum desses hormônios, o gasto energético é influenciado, aumentando ou diminuindo o seu trabalho, levando ao aumento ou perda de peso.

Ela também age nas funções de órgãos importantíssimos como o coração, rins, cérebro e fígado, por exemplo. Pode interferir no crescimento saudável de crianças e no ciclo menstrual. Ou seja, seu bom funcionamento é essencial para manter o equilíbrio do organismo.

São vários os fatores que interferem no funcionamento da tireoide, entre eles estão: presença de nódulos, ingestão inadequada do mineral Iodo, baixa ingestão do mineral Selênio ou excesso do mineral Cloro. O pós-parto e doenças autoimunes também podem desencadear alteração da glândula.

Os sintomas mais comuns da alteração da glândula tireoide são: fadiga crônica, pés e mãos frias ou frio excessivo, inchaço, queda de cabelo, câimbras frequentes, dificuldade de raciocínio e memória, unhas quebradiças e pele seca, por exemplo.

No entanto, essas disfunções têm tratamento e pode-se levar uma vida saudável. Alinhado ao tratamento medicamentoso, a nutrição também deve ser considerada, uma vez que, uma alimentação equilibrada é necessária para manutenção do peso e saúde. Alguns alimentos contribuem com o bom funcionamento da glândula e podem ser inseridos à rotina de alimentação, são eles:

– Algas marinhas como a Spirulina, Agar Agar e Chorella (pela concentração de iodo);

– Agua mineral (por não conter cloro, não interfere na absorção do iodo;
– Castanha do Pará (ótima concentração de selênio);
– Quinoa e Amaranto (fontes de ômega 3 de origem vegetal);
– Peixes, óleo de peixe e suplemento de ômega 3 (fontes de ômega 3 de origem animal).

Outros alimentos precisam ser consumidos com cautela, como:
– Água clorada (excesso de cloro);
– Adoçante Sucralose (excesso de cloro);
– Soja em grãos e seus derivados, como tofu e molho shoyu;
– Suco verde em excesso com vegetais crucíferos (couve, couve-de-bruxelas, brócolis e repolho), pois na sua forma crua possuem uma substância (glicosinolato) que interfere no funcionamento da tireoide.

Independente da qualidade alimentar, não deixe de realizar acompanhamento médico e nutricional individualizado.

PROCURAR POR PALAVRA-CHAVE

shutterstock_325399130

PLANTAS QUE MELHORAM A QUALIDADE DO AR

Conheça as plantas capazes de filtrar e purificar o ar da casa.

SAIBA MAIS

DÁ PRA VIVER SEM CARRO?

SIM! Veja o lado positivo de viver sem motor.

SAIBA MAIS
shutterstock_277426841-(1)

REUNIÃO DA GALERA FIT = FESTIVAL DA TAPIOCA!

Bem mais saudável que qualquer churrasco.

SAIBA MAIS
reunião-fit-tapioca

CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DA BATATA DOCE

A batata-doce é mais maravilhosa do que você imagina.

SAIBA MAIS
shutterstock_118136980-(1)
shutterstock_292297256

GUIA PARA APROVEITAR SHOWS E FESTIVAIS

Tudo o que você precisa saber para aproveitar muito o dia. Confira!

SAIBA MAIS

VAMOS TREINAR EM UM LUGAR MAIS VERDE?

A natureza pode te ajudar muito na hora de treinar.

SAIBA MAIS
shutterstock_38435221-(1)

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Cadê meu Mundo Verde?
Encontre aqui a loja mais pertinho de você.